DA SÉRIE TIPOS DE VINHO – Cabernet Sauvignon

DA SÉRIE TIPOS DE VINHO – Cabernet Sauvignon

A Cabernet Sauvignon é muito provavelmente a uva mais conhecida e utilizada para produzir vinhos tintos em todo o mundo. Sua versatilidade permitiu que ela saísse dos terrenos franceses onde sempre foi cultivada – na região de Bordeaux – e ganhasse o mundo, fazendo muito sucesso nas Américas (mais especialmente no Chile, Argentina e Brasil). Essa é uma ótima uva para vinhos encorpados, com taninos mais densos e cor bastante profunda, com aroma marcante de frutas maduras, pimenta, café, tabaco ou terrosos. Ideal para rótulos que precisam envelhecer em garrafa.   Fonte: Pão de Açúcar...
Read More
CUIDADOS NA HORA DE COMPRAR VINHOS

CUIDADOS NA HORA DE COMPRAR VINHOS

1.   A primeira dica é sempre que puder, escolha garrafas que estão deitadas. Nelas, o vinho está em contato com a rolha, o que garante maior umidade e menor quantidade de entrada de ar. Você comprará um vinho com melhores aromas e sabor. 2.  Verifique o estado de conservação da cápsula e da rolha. A cortiça não pode estar saltada. A rolha sempre está alinhada ou um pouco abaixo da boca da garrafa. Se a rolha estiver saltada, o vinho já era. Normalmente, isto acontece porque houve algum tipo de pressão dentro da garrafa, por fermentação interna. 3.  Verifique a quantidade de bebida na garrafa. E não é para ter certeza que está levando o máximo que consegue. Um espaço muito grande entre a rolha e o começo do líquido pode ser um sinal de que está vazando. 4.  Cheque a cor do vinho, principalmente os brancos. Amarelo-escuro nestes pode indicar oxidação; se estiver na cor âmbar, evite. Um tinto de safra recente de cor alaranjada (uma característica dos tintos mais evoluídos) também...
Read More

AFINAL, O QUE É VINHO VERDE?

Uma das bebidas mais originais de Portugal que leva o nome de  uma região localizada ao noroeste do país. O Vinho Verde não é chamado assim pela sua cor, mas pelo fato de ser muito fresco e consumido jovem. Pode ser dividido em vinhos brancos ou tintos (os brancos são mais consumidos no Brasil). A palavra Verde não tem nenhuma ligação com o estado de maturação das uvas, que são obviamente sempre colhidas maduras ou com a cor do vinho. Devido às características daquela região os vinhos produzidos tem uma concentração maior de ácido málico, o que faz com que a fermentação não termine na vinificação. Um dos produtos desta fermentação é o ácido carbônico, que faz com que o Vinho Verde fique com a chamada ”agulha”, algo parecido com a sensação de bolhas na boca. O resultado é um vinho com baixo teor alcoólico, e portanto menos calórico, o vinho verde é um vinho frutado, fácil de beber, além da sensação "gasosa ". Esses vinho são especiais por seu paladar...
Read More
QUAL É O SEU ESTILO DE VINHO?

QUAL É O SEU ESTILO DE VINHO?

Qual é o tipo de vinho que mais lhe agrada? Um tinto encorpado? Um branco fresco? Um Rosé delicado? Talvez nem você mesmo saiba ao certo, e isso é muito comum. Pra definir preferências de vinho, é importante que você tenha experiências variadas, ou seja, que prove diferentes estilos para ver os que mais apetecem seu paladar. Pode parecer simples, mas não é, afinal, que tem disponibilidade de sair comprando vinhos a torto e a direita, errando e acertando, até encontrar o Santo Graal da bebida? Vamos aprender um pouco mais a respeito de cada vinho,  para te ajudar a descobrir o estilo  que mais te agrada. Frescor e mineralidade: São vinhos delicados e que trazem uma certa refrescância. O frescor se dá em virtude de uma acidez mais acentuada, aquela sensação picante na lateral da língua que deixa a boca salivando, ótimo para quem curte sabores cítricos. Vinhos minerais são aqueles que remetem à aromas que lembram maresia ou asfalto molhado.  São...
Read More

HARMONIZANDO – COMO COMBINAR COMIDA E VINHO

  Para acertar na harmonização de vinhos. Lembre-se, o importante na hora de harmonizar é combinar um vinho e um prato que quando servidos juntos colaborem para ressaltar ainda mais as características um do outro , criando assim um conjunto sensorial prazeroso. Entradas e pratos informais. A Bruschetta que é fácil de fazer e também costuma agradar um grupo heterogêneo, vai bem com vinhos brancos e italianos leves (Chianti, Montelpucciano D’abruzzo). Estrogonofe de frango ou carne é delicioso com vinhos rosé. As fondues caem bem com tintos médios (Carménère ou Cabernet do Chile, Merlot do Brasil ou franceses como Côte Du Rhône). Churrasco combina com vinhos argentinos da uva Malbec. No caso das pizzas depende muito do recheio da massa, mas receitas clássicas como margherita, frango com catupiry ou similares, vão bem com vinhos Shiraz (ou Syrah), vinhos italianos leves, Cabernet ou Pinotage sul africanos. Massas Espumante brut Branco jovem ou maduro Tinto jovem leve ou de médio corpo Em molho condimentado ou vermelho Espumante brut de boa estrutura Tinto maduro de médio corpo a robusto Carnes Vermelhas Grelhadas...
Read More
QUAIS SÃO OS VINHOS TINTOS MAIS FÁCEIS DE TOMAR?

QUAIS SÃO OS VINHOS TINTOS MAIS FÁCEIS DE TOMAR?

As uvas viníferas que produzem vinhos mais fáceis de modo geral são: Pinnot Noir Uva Originária da França ( Borgonha), também presente nos Estados Unidos (Califórnia), e Chile (Valparaiso), o Pinnot Noir possui uma coloração vermelha de menor intensidade, um brilho característico… Quando jovens tendem para vermelho rubi ou roxo.É uma uva um pouco complicada para cultivar, requer muito trabalho e cuidados, quando bem trabalhada resulta em vinhos maravilhosos, leves, frutados. Facilmente irão encontrar notas de Cereja, Framboesa, Morango , frutas vermelhas e frescas. Um vinho de Pinnot Noir dificilmente desagrada! Ótima opção de presente!Combina com mulheres sofisticadas, que gostam de novidades e que precisam estar sempre próximo de pessoas queridas, assim como a uva Pinnot Noir que sempre precisa de atenção! Merlot Essa é uma das castas mais produzidas no mundo, teve origem também na França, na famosa região de Bordeaux. Atualmente muito cultivada em países do Novo Mundo como África do Sul, Chile. O vinho apresenta coloração vermelho rubi, um pouco mais escuro...
Read More
VINHOS ROSÉS: COMBINAÇÃO COM MOLHOS

VINHOS ROSÉS: COMBINAÇÃO COM MOLHOS

É o molho que vai direcionar a escolha do vinho. Quanto mais leve e fresco for o molho, mais ele se aproximará dos rosés mais claros. Molhos potentes, como um ragù com carne vermelha, à bolonhesa ou com cogumelos, pedem vinhos rosés estruturados, mais próximos dos tintos, com maior extração dos componentes da casca da uva. Alguns molhos são difíceis de harmonizar. Carbonara? Melhor evitar qualquer tipo de vinho. O cheiro do ovo contamina a taça, ofuscando os aromas da bebida. Molhos à base de alcachofra também dificultam a escolha da bebida. O talharim na manteiga servido com o caixote de frutos do mar tem sabor neutro e foi bem escoltado por todos os rosés servidos na prova....
Read More
VINHOS ROSÉS – COMBINAÇÃO PERFEITA

VINHOS ROSÉS – COMBINAÇÃO PERFEITA

Existe uma falsa suposição de que vinho rosé combina com qualquer tipo de prato. Os rosés têm maior afinidade com as carnes brancas. Não possuem estrutura e taninos para encarar a contundência de uma costela assada, por exemplo. Já porco e demais carnes brancas em preparações como a paella valenciana (que não leva pescado) e outros cozidos combinam bem com rosados escuros e potentes, próximos dos tintos. Em geral, a combinação perfeita seria esta: Carne vermelha sem gordura grelhada Pratos frios com peixe Massas cozidas Massas assadas Pratos doces Pratos com frutas ...
Read More
ROSÉS, SEM ENRUBESCER

ROSÉS, SEM ENRUBESCER

Para muita gente, beber rosé é prova de mau gosto e de pouco conhecimento de vinhos. Isso sem falar no comentário ainda frequente, embora politicamente incorreto, que rosés são vinhos para mulheres. O preconceito se explica. Embora hoje seja raro encontrar rosés feitos a partir da simples mistura de vinho tinto e vinho branco (pecado mortal), nem sempre os que estão à venda são de safras recentes (no caso desses vinhos, a regra é “quanto mais jovem, melhor”); ou seja, já perderam parte do viço. Vinhos rosés são produzidos basicamente de três formas. Quando se extrai rapidamente o suco de uvas tintas após leve prensagem, se produzem vinhos mais leves e frutados, com a característica cor de “casca de cebola” ou um rosé bem pálido a eles associada. A vocação desses vinhos é para o aperitivo, ou para acompanhar saladas e pratos mais leves de peixe. E o modelo clássico é o Rosé d’Anjou, feito no Loire, ou alguns exemplares da Provence,...
Read More
ESTÁ PENSANDO NAQUELE TRADICIONAL QUEIJOS E VINHOS?

ESTÁ PENSANDO NAQUELE TRADICIONAL QUEIJOS E VINHOS?

Há varias combinações que você pode usar para recepcionar bem os amigos. Um  gorgonzola é delicioso com um vinho do Porto. Um brie derretido no forno com geleia de damasco é perfeito tanto com um vinho branco, como com um tinto de corpo médio, ou então um Carménère Reserva. O queijo tipo gouda vai bem com vinhos leves, espumantes e brancos. O queijo de cabra temperado combina com vinhos tintos do Alentejo ou espanhóis médios e sempre com brancos e espumantes. O famoso queijo português Serra da Estrela feito com leite de ovelha pode ser combinado com um vinho do Porto ou com outros do mesmo país, sempre tintos. Dica: Escolha pelo menos cinco tipos, entre os de sabores suaves e mais fortes. No entanto, evite servir mussarela, queijo prato ou queijo de minas e também provolone e parmesão. Os três primeiros são muito comuns para um evento temático com queijos e vinhos e os dois últimos, muitos fortes e podem atrapalhar a degustação dos outros tipos e também da bebida....
Read More